Coronavac_Instituto Butantan
Coronavac_Instituto Butantan
Coronavírus

Coronavac é eficaz contra variante de Manaus

Estudo do grupo Vebra Covid-19 indica que a Coronavac, vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, é eficaz contra a variante P.1, conhecida como a variante brasileira, ou de Manaus.

“Os resultados são encorajadores, mostram que a Coronavac segue sendo efetiva para a nova variante do Brasil e poderá ser usada no mundo todo para preveni-la”, afirma o infectologista Julio Croda, da Fiocruz, que coordenou o estudo.

A vacina CoronaVac se mostrou 50% efetiva em prevenir adoecimento por Covid-19 após 14 dias da primeira dose, na análise interina de efetividade em trabalhadores de saúde em Manaus. Os dados relativos à efetividade depois de 14 dias da segunda dose ainda estão sendo coletados, e por isso o trabalho seguirá pelas próximas semanas.

Vacinação combina com doação
Governador João Doria segura ampola de Coronavac

Croda explica que a variante brasileira já está se tornando predominante em muitos países da América Latina. Daí a importância do estudo.

O Vebra Covid-19 é integrado por pesquisadores de instituições nacionais e internacionais, como Fiocruz, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Universidade de Brasília (UnB), Barcelona Insitute for Global Health, Yale School of Public Health, Stanford Medicine e University of Florida, e por servidores das secretarias estaduais e municipais de saúde do Amazonas e de São Paulo. Ele tem o apoio da Opas (Organização Panamericana de Saúde).

LEIA MAIS:

Tudo o que você precisa saber sobre as vacinas contra o novo coronavírus

Infectologista destrói mentiras sobre Covid-19

Como você se sentiu?

Animado
0
Feliz
0
Amei
0
Não sei
0
Bobo
0

Você pode gostar também

Mais em:Coronavírus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *