Projeto Retratos do Confinamento_UFSCar. foto: @netadedoralice)
Coronavírus

Projeto fotográfico da UFSCar recebe imagens e textos

A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está recebendo imagens e textos, por meio de sua conta no Instagram, que serão selecionados para compor uma exposição que busca propor uma reflexão sobre os efeitos da pandemia.

Os interessados em participar do projeto fotográfico “Retratos do Confinamento (Photos of Confinement) – Uma leitura dos pensamentos, emoções e desejos durante os cotidianos da quarentena” devem enviar suas fotos e textos, via direct do Instagram, na conta do projeto, em instagram.com/photosofconfinement, até o dia 31 de julho.

A conta foi criada em Inglês, buscando internacionalizar a iniciativa.

As imagens devem incluir o nome do autor, um título, a cidade em que a foto foi feita e, se possível, um texto expressando sentimentos, emoções e desejos que se relacionam com a imagem.

As fotos enviadas devem abarcar aspectos e temáticas relacionados ao confinamento, e podem ou não ser acompanhadas pelo texto. Serão aceitos textos em Português, Inglês, Espanhol, Francês, Italiano e Japonês.

Os critérios para seleção do material enviado são: 1. Fotografias tomadas entre os anos de 2020 e 2021; 2. Aderência, pertinência e relevância em relação ao tema da pandemia/confinamento durante o período de 2020-21; 3. Composição fotográfica; e 4. Qualidade do texto.

Dúvidas podem ser esclarecidas diretamente pela conta instagram.com/photosofconfinement.iniciativa.

Reflexão sobre a pandemia

O Projeto Fotográfico foi lançado no início da pandemia, pela comunidade “Fotógrafos MBI”, criada pelo professor Cesar Alves Ferragi, do Departamento de Geografia, Turismo e Humanidades (DGTH-So) da UFSCar-Sorocaba, juntamente com estudantes do curso de pós-graduação lato sensu Master in Business Innovation (MBI) da Universidade.

“Ao longo dos meses de 2020, estudantes do curso nas unidades de Sorocaba, São Carlos, Campinas e São Paulo foram convidados a fotografar e retratar seus cotidianos, apresentando, junto às imagens, textos que expressam pensamentos, emoções e desejos.

Posteriormente, o projeto foi aberto para quaisquer interessados”, explica Ferragi. que coordena a iniciativa e também tem imagens e textos no acervo do projeto no Instagram.

“As imagens, portanto, de múltiplos autores contrastam aspectos do cotidiano de pessoas que vivem em zonas urbanas e rurais, sugerindo uma narrativa ao longo do ensaio fotográfico a respeito da diversidade humana, do emaranhamento do pensar, do sentir e do querer provocado pelo confinamento”, completa o docente.

Exposição presencial

Para compor uma exposição fotográfica, serão selecionadas 37 imagens, que poderão ser vistas no saguão da Biblioteca da UFSCar-Sorocaba (B-So). “As imagens enviadas serão, primeiramente, pré-selecionadas. Caso aprovadas, serão imediatamente postadas na conta do Instagram. Ao enviar as fotos, o autor-fotógrafo concorda com essa condição”, explica o professor da UFSCar.

Em um segundo momento, dentre as fotos postadas na conta do Instagram, será montada uma comissão composta por Ferragi e, ao menos, dois alunos do grupo “Fotógrafos MBI” para escolher aquelas que irão compor a exposição física. A previsão é que a mostra aconteça em setembro de 2021. Caso o quadro de pandemia persista, a mostra física ocorrerá em momento posterior.

O projeto é vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (ProEx) da UFSCar e a curadoria inicial conta com o apoio voluntário de Marina Pinheiro Kluppel, discente do MBI da UFSCar-Sorocaba.

LEIA TAMBÉM:
Psiquiatras falam como enfrentar medos e incertezas durante e após quarentena

Unicamp disponibiliza gratuitamente 300 planos de aula de História

Como você se sentiu?

Animado
0
Feliz
0
Amei
0
Não sei
0
Bobo
0

Você pode gostar também

Mais em:Coronavírus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *