Tartaruga de Galápagos
Viagem

Santa Cruz abriga espécies ancestrais

Tartarugas

Uma das principais atrações da Ilha de Santa Cruz é o Centro de Reprodução Charles Darwin, onde tartarugas de várias espécies (fácil perceber a diferença entre elas pela cor do casco e o tamanho do pescoço) e iguanas são criadas em cativeiro para reprodução assistida. Era onde vivia George Solitário (Lonesome George), símbolo de Galápagos, que morreu em junho de 2012, com 90 quilos e estimados 100 anos de idade.

Também em Santa Cruz, a 21 quilômetros de Puerto Ayora, fica a Reserva El Chato, onde vivem dezenas de tartarugas gigantes soltas, em seu habitat natural. Perto do santuário de tartarugas ficam Los Tuneles de Lava, um túnel aberto com a lava da erupção de um vulcão.

Las Grietas
Um dos lugares mais bonitos do arquipélago, Las Grietas (“rachadura”, em espanhol) impressiona pelo formato e o fato de sua água ser resultado do encontro do mar com água da chuva que fica armazenada entre as piscinas naturais existentes entre os paredões.

Vacinação combina com doação
Las Grietas, Santa Cruz, Galápagos

Chega-se até lá a partir de Puerto Ayora, onde se pega um pequeno barco para atravessar um estreito de aproximadamente 200 metros (ao custo de US$ 0,80). Após a travessia, é preciso percorrer uma trilha de pedras de 1,2 quilômetros, passando pela Playa de los Alemanes, uma pequena praia convidativa para fazer uma pausa na caminhada e dar um mergulho.

Quando estive lá, parei para dar um mergulho e contemplar a paisagem. Vi, bem longe, um grupo de homens barulhentos e nadando freneticamente. Deitei e fechei os olhos e, pouco tempo depois, fui surpreendido por gritos: “Calambre! Calambre”.

Calambre

Era um dos homens, distante uns 200 metros da margem. Câimbra. E lá fui eu acudir o sujeito. Nadei até ele, segurei-o com o braço esquerdo e dando braçadas com o direito consegui- trazê-lo para fora da lagoa. Ainda ofegante, o homem me agradeceu e ficou deitado, se recuperando. Fiquei ali por mais alguns minutos e continuei a trilha.

Pouco tempo depois, eu já estava na grande rachadura rochosa, com água muito azul. Próximo a este grande vão, havia pequenas piscinas naturais, onde mergulhadores se deleitavam com a vista submarina.

Praia Brava, Santa Cruz, Galápagos

Tortuga Bay
Andando mais à frente, chega-se a Tortuga Bay (Baia das Tartarugas), primeiro à Praia Brava, que possui ondas fortes e, mais adiante, a Playa Mansa (Praia Mansa), uma praia com mar esverdeado, areia muito clara e fina, e repleta de iguanas que parecem se divertir tomando banho de sol — portanto, é preciso tomar cuidado para não pisar nelas, pois são muitas, estão por todas as partes e não se assustam diante da presença humana.

Iguana, Galápagos

Contemplação
Na volta para Puero Ayora, onde fica a maioria dos hotéis e restaurantes da ilha, ainda é possível dar uma passada na Laguna Las Ninfas, uma pequena lagoa de águas verdes de transparentes, repleta de árvores e pássaros, onde o único barulho é o som das aves e do vento balançando folhas.

Laguna Las Ninfas, Galápagos

SAIBA MAIS SOBRE GALÁPAGOS:

San Cristóbal reúne as praias mais bonitas de Galápagos

Maior ilha de Galápagos, Isabela possui vulcões ativos

Um convite do Sebastião para uma doce viagem

Galápagos, o elo perdido com o início da vida no planeta

Como você se sentiu?

Animado
0
Feliz
0
Amei
0
Não sei
0
Bobo
0

Você pode gostar também

Mais em:Viagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *