Viena preserva riqueza e sofisticação dos tempos imperiais
Viagem

Viena preserva riqueza e sofisticação dos tempos imperiais

Viena é uma cidade que transpira a sofisticação de uma cultura erudita. São dezenas de teatros, palácios e outras construções que remetem auge das dinastias e compositores célebres.

Edifícios imponentes, que impressionam pelas belas formas e a ostentação, preservam as mesmas características de séculos atrás, época dos Habsburgo e de compositores como Mozart, Beethoven, Strauss e Haydn.

Mas Viena não vive apenas das lembranças do passado, do auge do poder dos Habsburgo. Até hoje, a programação cultural e social é efervescente: são realizados mais de 150 bailes de gala por ano na capital austríaca, uma tradição desde a época dos Habsburgo, que abriram os salões imperiais aos habitantes da cidade.

Viena também guarda outras tradições, como a alfaiataria que fabricava algumas das casacas do Corte Imperial, que ainda está em atividade, sob a tutela da mesma família.

Viena possui um importante e bem preservado conjunto de construções históricas e ainda ativas, com destaque para a magnífica Ópera Estatal de Viena (Staatsoper), que abriga mais de 300 espetáculos por ano.

Ópera Estatal de Viena é o lugar de música erudita mais importante do mundo

Residências de obras-primas

São muitos os lugares destinados às artes visuais. Neles, estão os originais das obras de arte que encantam o mundo e são fartamente reproduzidas.

O Museu da História da Arte (Kunsthistorisches Museum) é uma impressionante viagem pelo mundo das artes, com obras de Vermeer, Brueghel, Velásquez e Rafael, além de possuir uma extensa coleção de objetos egípcios.

Programação e valores dos ingressos podem ser consultados em https://www.khm.at/

A nata das artes visuais

Albertina é uma galeria que possui um dos acervos mais pujantes de toda a Europa. São obras assinadas por Claude Monet, Marc Chagall, Pablo Picasso, Paul Cézanne, Edgar Degas, Juan Miró, Wassilij Wassiljewitsch Kandinsky e Edvard Munch, entre tantos outros.

https://www.albertina.at

Palácios suntuosos

Os palácios de Viena, muitos preservados até hoje, refletem a riqueza e glamour da nobreza do império austríaco. O Schönbrunn, por exemplo, onde viveu a imperatriz Maria Theresia Habsburgo, possui mais de mil aposentados, construídos em estilo rococó. Destaque para o amplo salão de baile, com seus grandes espelhos e candelabros, e o belíssimo jardim logo na entrada da propriedade.

Informações sobre as visitas guiadas estão disponíveis em www.schonbrunn.at

Mundo de Sisi

Durante mais de 500 anos, o Palácio Hofburg foi a residência dos Habsburgo. Hoje, estão preservados e abertos à visitação pública os aposentos e artigos luxuosos da monarquia, como cristaleiras, objetos de prata e porcelana, utensílios de cozinha e jogos de mesa.

A visita é dividida em três partes: os Apartamentos Imperiais (Kaiserappartements), a Prataria da Corte e o Museu de Sisi.

Esposa do imperador Francisco José I, Isabel Amália Eugénia, a Sisi, ficou conhecida por sua rebeldia frente à vida na corte, sua obsessão com a beleza (e magreza) e profunda melancolia. No museu, estão expostos vestidos, utensílios e retratos da imperatriz, que acabou assassinada em Genebra, 1898.

Mais informações em https://www.hofburg-wien.at

Além dos prédios preservados, o glamour desta época dourada também se faz presente nas diversas lojas de peças de decoração e utensílios domésticos sofisticados, e também no Flohmarkt, o popular “mercado de pulgas”, uma gigantesca feira a céu aberto onde são vendidos os mais diversos artigos.

CONFIRA DETALHES:
Em Viena, mercados para “dar uma mordidinha” ou garimpar relíquias

Como você se sentiu?

Animado
0
Feliz
0
Amei
0
Não sei
0
Bobo
0

Você pode gostar também

Mais em:Viagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *