Economia

Regulamentação da jogatina pode atrair 70 bilhões em investimentos para o Brasil

A regulamentação dos jogos de azar no Brasil é um assunto que tem sido bastante discutido no meio político nos últimos anos, isso porque, a medida seria uma das grandes alternativas capazes de aquecer a economia nacional a um curto e médio prazo. Estima-se que o setor do turismo seria um dos grandes beneficiados caso isso ocorresse, sendo que a expectativa é de que, caso a jogatina seja regulamentada no país em 2023, haverá uma inserção de recursos que chegam a casa dos US$ 70 bilhões – pelo menos é nisso que acredita o presidente do IDT-CEMA, Bruno Omori.

Turismo em voga

De acordo com o executivo, a regulamentação completa dos jogos de azar em solo tupiniquim tem a capacidade de favorecer outros 52 segmentos econômicos, sendo que o nosso país tem um potencial enorme em vários mercados. A Organização Mundial de Turismo (OMT), classifica o Brasil como o primeiro colocado no ranking mundial de países com maior potencial de recursos naturais para o turismo.

Segundo Omori, estudos comprovam que as novas gerações têm preferido viajar e ter novas experiências do que gastar seu dinheiro na compra de um veículo, por exemplo. Ademais, até mesmo as gerações anteriores, como a X e Y, também consideram o turismo como uma das grandes prioridades para aprimorar a qualidade de vida. De acordo com o especialista, esse fenômeno ainda é fomentado pela popularização das mídias sociais, onde as pessoas tendem a realizar diversas postagens relacionadas às suas viagens, espalhando assim suas experiências e até fortalecendo o seu status social. 

Para Omori, sem dúvidas, com a aprovação da Lei 442/91 e consequente instalação dos cassinos em território nacional, haverá uma ativação praticamente instantânea dos setores imobiliário, de construção, tecnologia, decoração, entre outros. Com isso, aproximadamente US$ 70 bilhões seriam investidos no Brasil.

“A aprovação do Projeto de Lei 442/91 dos jogos e cassinos no Brasil, que possibilitará, a priori, a inserção aproximadamente de US$ 70 bilhões em investimentos nacionais e internacionais, que ativarão diretamente os mercados imobiliário, de construção, mobiliário, decoração, tecnologia, indústrias; na sequência entrarão a qualificação dos profissionais com a academia e entidades de ensino; para então chegar à operação potencializando o destino Brasil como seus 52 segmentos do turismo como a hotelaria, gastronomia, eventos, cultura, transportes, shows e assim como o comércio em geral. Poderemos ter um orçamento próximo ao aplicado pelo México de US$ 500 milhões, com os 12% dos montantes arrecadados para o turismo, que potencializará os destinos turísticos em todo país”, explica Omori. 

No entanto, enquanto a regulamentação dos jogos de azar não é aprovada no Senado e segue para a sanção presidencial, os estabelecimentos físicos de jogatina estão proibidos de operar no país. Mas, os brasileiros podem ter suas horas de diversão sem qualquer impedimento nas casas de apostas de cassino online, já que essas plataformas estão sediadas no exterior e sua atuação não fere a legislação vigente por aqui. Com isso, os usuários podem se divertir por horas a fio nos cassinos selecionados pelo sitedeapostasonline.net, uma vez que as operadoras listadas disponibilizam um bônus de boas-vindas bem vantajoso e até rodadas gratuitas. 

Havia a previsão e uma grande expectativa de que o PL 442/91 fosse sancionado ainda em 2022, no governo Bolsonaro, já que a proposta foi aprovada na Câmara dos Deputados em fevereiro do ano passado e logo depois seguiu para o Senado. 

Contudo, como o texto sobre a regulamentação dos jogos de azar é visto como um tema polêmico, os parlamentares provavelmente não quiseram se comprometer e acabar desagradando uma parcela dos seus apoiadores em um ano eleitoral. Dessa forma, a apreciação do PL 442/91 pelos senadores foi sendo adiada, como a promessa de que o texto poderia ser votado ainda em 2022, após os resultados das eleições, algo que não ocorreu. 

Agora, acredita-se que com a nova formação do Congresso Nacional, junto a necessidade do Estado em encontrar alternativas para angariar recursos sem aumentar a carga tributária já elevada que é cobrada da população, a aprovação da regulamentação dos jogos de azar parece ser uma medida cada vez mais possível. 

Como você se sentiu?

Animado
0
Feliz
0
Amei
0
Não sei
0
Bobo
0

Você pode gostar também

Mais em:Economia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *