O carteiro de bonecas
Experiências

O carteiro de cartas de bonecas

Certo dia, o escritor Franz Kafka estava em um parque quando ouviu uma menina chorando, por ter perdido a boneca. Ele se aproximou e falou:

— Fique tranquila, sua boneca está viajando mas vai voltar!

— E como você sabe disso?

Vacinação combina com doação

— Eu sou um carteiro de cartas de bonecas. Ela escreveu uma carta para você

— Não acredito. E cadê essa carta?

— Eu deixei em casa. Venha aqui amanhã que eu lhe entrego.

Kakfa passou a noite escrevendo a carta da boneca para a menina. Na primeira linha, cravou: “Por favor, não chore por mim. Parti numa viagem para ver o mundo”

E foi assim durante semanas. Uma vez por semana, ia ao parque e entregava a carta à menina, relatando a viagem fantástica ao redor do mundo, conhecendo lugares maravilhosos e pessoas interessantes.
Encontrava a menina sempre feliz com a carta anterior e ansiosa para saber das aventuras da boneca. Mas uma hora a saga da boneca teria que terminar.

Na semana seguinte, o escritor foi à praça com uma boneca que havia comprado no mercado e entregou à menina.

— Mas essa não é a minha boneca, esta é muito diferente!

— É claro que é ela! Uma boa viagem transforma muito a gente.
Esta história é tida como verdadeira e contada de várias maneiras, mas isso não tem a menor importância.

A menina nunca foi encontrada e tampouco as cartas, mas a história inspirou o escritor espanhol Jordi Sierra i Fabra a escrever “Kafka e a boneca viajante”, livro em que ele imagina como seriam as cartas.

Como você se sentiu?

Animado
0
Feliz
0
Amei
0
Não sei
0
Bobo
0

Você pode gostar também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *