Comportamento

Mais uma vez, Brasil perde para seu pior adversário: ele mesmo

Novamente, apesar de apontado como um dos favoritos ao título, o Brasil foi eliminado prematuramente da Copa do Mundo, nas quartas de final. Desta vez, para a Croácia. Em 2018, para a Bélgica e em 2014, em casa, para a Alemanha, na fatídica goleada de 7 a 1. Mas, na verdade, o Brasil perde para seu pior adversário: ele mesmo.

Em todas estas copas, a Seleção Brasileira era cotada como grande candidata ao título, por conta dos talentos individuais e de jogarem coletivamente. Porém, mais uma vez, o componente emocional foi decisivo e dois grandes craques erraram os pênaltis: Rodrygo e Marquinhos são atletas de incontestável qualidade, mas falharam.

Parece que todo o peso de 210 milhões de brasileiras sobrecarregam as costas dos jogadores quando vestem a camisa amarelo-ouro. Curiosamente, o staff do técnico Tite tem profissionais das mais diversas áreas. Mas não um psicólogo.

Certamente, esse foi o maior erro da convocação.

Faltou um apoio psicológico inclusive para o técnico, para orientar o time a ter serenidade e jogar de acordo com as regras do campeonato. Ganha quem vencer as partidas, não o que fizer mais gols.

Faltou equilíbrio emocional para administrar a vitória, mandar a bola pro mato porque o jogo é de campeonato quando necessário, segurar o jogo.

Como é possível uma equipe que está ganhando por um suado 1 a 0, enfrentando uma equipe para lá de grudenta, levar um gol após um… contra-ataque?

Deu no que deu.

LEIA TAMBÉM:

Pelé é a síntese da natureza humana

Em que fases o Brasil foi eliminado nas Copas?

1930 – Primeira Fase
1934 – Oitavas de final (Espanha 3×1)
1938 – Semifinal (Itália 2×1)
1950 – Vice-campeão
1954 – Quartas de final (Hungria 4×2)
1958 – Campeão
1962 – Campeão
1966 – Primeira Fase
1970 – Campeão
1974 – Segunda Fase
1978 – Segunda Fase
1982 – Segunda Fase
1986 – Quartas de final (França 1×1, 3×4 nos pênaltis)
1990 – Oitavas de final (Argentina 1×0)
1994 – Campeão
1998 – Vice-campeão
2002 – Campeão
2006 – Quartas de final (França 1×0)
2010 – Quartas de final (Holanda 2×1)
2014 – Semifinal (Alemanha 7×1)
2018 – Quartas de final (Bélgica 2×1)
2022 – Quartas de final (Croácia 1×1, 2×4, nos pênaltis)

Como você se sentiu?

Animado
0
Feliz
0
Amei
0
Não sei
0
Bobo
0

Você pode gostar também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *