Bhaktapur preserva características seculares
Viagem

Bhaktapur mantém características seculares

Visitar Bhaktapur, uma das três principais cidades do Vale de Katmandu, é fazer uma verdadeira viagem no tempo. Tudo parece preservar as características de como era a vida centenas de anos atrás. A arquitetura ancestral, O modo de vida das pessoas e a maneira como trabalham na confecção de esculturas em madeira ou metal remetem a um passado que não existe mais no resto do país.

Destaque especial para a Praça da Cerâmica, cujas peças são um verdadeiro cartão de visitas da cidade. A força do artesanato local é resultado da importância que os governantes da dinastia Malla davam à produção artística em tempos medievais.

LEIA TAMBÉM:

Vacinação combina com doação

Swayambhu simboliza harmonia entre budistas e hindus

Pashupatinath transborda devoção e simbolismos

Os olhos de Buda que tudo veem em Boudhanath

Os reis de Bhaktapur

Os Malla governaram Bhaktapur até 1482, quando o rei Yakshya Malla dividiu seus domínios entre seus três filhos. Eles brigaram entre si e cada um formou seu próprio reino autônomo, mas com menos força. Fragilizados, foram conquistados um a um pelo xá de Gorkha e desapareceram. Felizmente, a tradição artística foi preservada.

A Praça Durbar de Bhaktapur é um dos Patrimônios Mundiais da Unesco e, desde 1970, a cidade controla a construção de novos edifícios no resto da cidade, a fim de manter a fachada de tijolos.

Bisket Jatra, um festival secular

Bhaktapur atrai grande número de peregrinos por conta de seus festivais sagrados. Um dos mais populares é o Bisket Jatra, celebrado durante o Ano Novo do Nepal. Os cultos incluem o sacrifício de animais vivos deixam olhares ocidentais estarrecidos, mas o que mais chama a atenção é o ritual de se erguer uma árvore (ou poste) de 25 metros de altura, em plena para central, com cordas, ao som de tambores.

Há ainda uma espécie de cabo de guerra em que moradores da parte oeste da cidade disputam com os da parte leste o destino de uma carruagem de 3 metros de altura.

Como você se sentiu?

Animado
0
Feliz
0
Amei
0
Não sei
0
Bobo
0

Você pode gostar também

Mais em:Viagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *